25 de dez de 2010

Dança de Salão/2010 - Ateliê Arteira


Aquecimento das aulas de Forró.
Curso de Dança de Salão/2010 - Ateliê Arteira.
Em 2011, novos estilos e novas turmas...
Quem sabe chega por aqui
uma turma de "Dança do Ventre"!!!!
rsssss


Dança de Salão - Ateliê Arteira



Praticando o forró... rssss
Turma do Curso de Dança de Salão do Ateliê Arteira/2010.
P.S. Filmagem feita pela Sarah (10 aninhos). 
Minha filha querida... Mascote do Curso! rsss
By Arteira

22 de dez de 2010

Curso de Dança de Salão


Os primeiros matriculados do

Curso de Dança de Salão/2010.

By Ateliê Arteira




Faltam aqui o casal Leo e Gleis
que arrebentaram no forró!

17 de dez de 2010

Jackson Pollock


"A pintura é uma autodescoberta. Todo bom artista pinta o que ele é."

Jackson Pollock

Polêmico, irrequieto, perturbador, diferente... São apenas alguns qualificativos que se pode atribuir a Jackson Pollock, expressionista abstrato americano, cuja vida tumultuada acabou marcando profundamente a história da arte moderna.

Paul Jackson Pollock nasceu em Cody, no estado de Wyoming, em 28 de Janeiro de 1912 e foi um pintor dos Estados Unidos da América, considerado referência no movimento do expressionismo abstrato.

A Biografia de Pollock mostra um artista inquieto que tinha constantes rompantes de fúrias e autodestruição. Entre a pintura e o jazz, Pollock viveu emoções que o levaram da depressão ao êxtase e terminaram por transformá-lo em um alcoólatra.

De uma família com vários artistas, Pollock diferenciou-se imediatamente pelos seus métodos. Desenvolveu uma técnica de pintura, criada por Max Ernst, o 'dripping' - o gotejamento, na qual respingava a tinta sobre suas imensas telas; os pingos escorriam formando traços harmoniosos e pareciam entrelaçar-se na superfície da tela.



Pintava com a tela colocada no chão para sentir-se dentro do quadro. Pollock parte do zero, do pingo de tinta que deixa cair na tela elabora uma obra de arte. Suas telas, imensas, eram pintadas antes de serem estiradas. Deixava a tinta escorrer de latas furadas ou as espalhava-as de outra forma, usando pedaços de madeira, ferramentas, escovas de dente, espátulas e outros processos, abandonando definitivamente o pincel. O resultado é marcante.

Ver é deliciar-se!!!



O método do artista de pintar caminhando ao redor da tela e mesmo sobre ela tornou-se conhecido como "Action Paiting". Os seus gestos dramáticos no ato de usar as tintas, o abandono tradicional de cavaletes, foram atitudes revolucionárias.



O seu nome é um marco na pintura pós-guerra não só americana, mas em todo o mundo. Sem dúvida alguma, ainda é um dos pintores americanos mais influentes dos tempos atuais.

O fato de permitir que a tinta manchasse a tela à partir de latas furadas não faz com que a pintura de Pollock seja fruto da casualidade.

"Quero expressar meus sentimentos mais do que ilustrá-los... Eu posso controlar o fluir da tinta; não há acaso, assim como não há começo nem fim. Quando estou a pintar não tenho consciência do que faço. Só depois de uma espécie de 'período de familiarização' é que vejo o que estive a fazer".



Talvez tenha sido assim também com a vida real, com os seus movimentos do dia-a-dia.

Jackson Pollock pintou 340 telas durante sua vida e nos enche de admiração e nos deixa um grande legado.

Aos 44 anos, em 11 de agosto de 1956, quando voltava dirigindo embriagado de uma festa,morreu em um acidente de carro. Ele simplesmente chocou-se com uma árvore. Há quem sugira que, propositalmente, provocou o acidente. (Nunca saberemos com certeza).

Realizou obras primas como: Blue Poles: Number 11 (1952), Convergence (1947), Echo: Number 25 (1951), Guardians of the Secret (1943), entre outras.

Os valores de comercialização das obras de Pollock representam, em cifras, a genialidade deste artista.

O quadro abaixo é uma de suas obras, datado de 1948, esta tela foi vendida, em 2006, ao empresário mexicano David Martinez, por 140 milhões de dólares.


3 de dez de 2010

Caparaó Irupi

Aula Ministrada no Projeto Arteira - Oficina de Pintura/2010. Divulgando através da arte as potencialidades dos municípios que compõem o entorno capixaba da Serra do Caparaó.

Município: Irupi.











2 de dez de 2010

Ateliê Arteira Iúna

Estamos de "cara nova"...
Buscamos uma forma de personalizar nosso blog,
assim como personalizamos todo o nosso trabalho!
Então, sejam todos bem-vindos ao novo Ateliê Arteira...
... onde vocês sempre irão encontrar
uma nova idéia regada a um bom café!!!

Dança de Salão

O Curso de Dança de Salão promovido pelo Ateliê Arteira foi um sucesso!
Uma turma mais que animada marcou cada minuto!
Ritmo, coreografia, postura e muito lazer marcaram a aula inaugural - dia 27/112010.
Bons tempos!






Muito grata ao Professor José Márcio Bernardes pelo profissionalismo e dedicação!

Caparaó Muniz Freire

Aula Ministrada no Projeto Arteira - Oficina de Pintura/2010. Divulgando através da arte as potencialidades dos municípios que compõem o entorno capixaba da Serra do Caparaó.

Município: Muniz Freire.















Caparaó Divino de São Lourenço

Aula Ministrada no Projeto Arteira - Oficina de Pintura/2010. Divulgando através da arte as potencialidades dos municípios que compõem o entorno capixaba da Serra do Caparaó.

Município: Divino de São Lourenço.











Caparaó Ibitirama

Aula Ministrada no Projeto Arteira - Oficina de Pintura/2010. Divulgando através da arte as potencialidades dos municípios que compõem o entorno capixaba da Serra do Caparaó.

Município: Ibitirama.